Aliviado com empate, Renato afirma que Grêmio “não viu a bola” no primeiro tempo

Para treinador, equipe apenas "assistiu" ao time carioca nos primeiros 45 minutos. Por isso, empate em 1 a 1 na Arena, na ida da semifinal, ficou "de bom tamanho"

O técnico Renato Gaúcho deixa a Arena na noite desta quarta-feira, após o empate em 1 a 1 com o Flamengo no primeiro jogo da semifinal da Libertadores, aliviado. Em entrevista coletiva, o treinador disse que o clube carioca poderia ter garantido um placar elástico a seu favor no primeiro tempo. Como isso não ocorreu, a decisão da vaga na final segue aberta.

Na análise do comandante gremista, os primeiros 45 minutos de seu time foram de pouco futebol. A equipe mal tocou na bola, “assistiu” ao Flamengo jogar. E foi beneficiado pela tecnologia do árbitro de vídeo, com gols de Everton Ribeiro e Gabriel anulados.

– O Flamengo foi muito melhor que a gente no primeiro tempo. O Grêmio não viu a bola. O Flamengo praticamente perdeu de garantir a classificação. Só assistimos ao Flamengo jogar. Os gols foram anulados todos bem. O VAR está aí para isso. O Flamengo perdeu uma grande oportunidade de sair daqui com um resultado melhor – declarou Renato.

Além da dificuldade de ficar com a bola, o Grêmio se ressentiu dos desfalques de Leonardo, Geromel, Maicon e Jean Pyerre, segundo o técnico. Para Portaluppi, a falta de entrosamento também teve influência no resultado. Agora, garante que o Tricolor tem a mesma chance do Flamengo na volta, no Maracanã.

– Estávamos sem quatro jogadores importantíssimos, Não que esteja me queixando, mas o entrosamento é difícil. Voltamos melhor no segundo tempo e, no melhor momento na partida, o Flamengo fez o gol. Mas nós continuamos brigando, conseguimos o gol. Pelo que aconteceu, foi bom o 1 a 1. Mas só quero lembrar que o jogo ainda não acabou. Tem mais 90 minutos – assegurou.

Para chegar à final, o Grêmio precisa vencer o Flamengo no Maracanã, no próximo dia 23. Ou empatar a partir de 2 a 2. Se o jogo terminar em 0 a 0, classifica o time carioca, enquanto um novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. O próximo jogo do Tricolor é no sábado, às 19h, na Arena, contra o Corinthians, pela 23ª rodada do Brasileirão.



Veja também